Junho foi o 2º melhor mês da série histórica; destaque são os comerciais leves BEV

O Brasil emplacou 4.073 veículos leves eletrificados em junho, totalizando nada menos do que 20.427 no primeiro semestre de 2022.

O destaque do semestre foi o expressivo aumento dos veículos 100% elétricos a bateria (BEV), que já superam o total de vendas do segmento de todo no ano de 2021.

O mercado de eletrificados (veículos 100% a bateria e híbridos leves) cresceu 47% no 1º semestre de 2022 sobre o mesmo período de 2021 (20.427, contra 13.899).

Manteve, assim, a curva de crescimento exponencial característica dos últimos dois anos, em contraste com a retração do conjunto do mercado doméstico.

Com os números de junho, o total da frota nacional de leves eletrificados (HEV, PHEV e BEV) chega a 97.569 veículos, devendo passar de 100 mil nas próximas duas semanas.

Se o 2º semestre mantiver a atual tendência, o Brasil baterá novo recorde e emplacará este ano mais de 40 mil eletrificados, ou, no mínimo, 17% acima de 2021 (34.990).

Junho de 2022 foi o segundo melhor mês da série histórica da ABVE (iniciada em 2012), só superado pelos 4.545 emplacamentos de dezembro de 2021.

Em relação a junho do ano passado, o crescimento de eletrificados em junho deste ano foi 16% superior (4.073, contra 3.507).

Em relação a maio de 2022, o aumento foi de 20% (4.073, contra 3.387).

Dos 4.073 eletrificados vendidos em junho, 3.591 foram automóveis (incluindo SUVs) e 482 comerciais leves.

100% ELÉTRICOS
No primeiro semestre, o Brasil emplacou 3.395 veículos 100% elétricos, ou “puros”, 19% acima de todos os BEVs vendidos em 2021 (2.851).

Em relação a 2020, o aumento dos BEVs no semestre foi de 324% (3.395 de janeiro a junho de 22, contra 801 de janeiro a dezembro de 20).
 
Esse crescimento foi puxado em grande parte pelos veículos comerciais leves, como vans, picapes e furgões.

No total, foram 1.089 emplacamentos de BEVs só em junho, que representaram 27% do total de eletrificados vendidos no mês (4.073).

Destes, 482 foram veículos comerciais leves 100% elétricos – 44% do total de BEVs comercializados no mês (1.089) ou 12% de todos os eletrificados (4.073).

Esses números confirmam a estimativa da ABVE de que o setor de cargas urbanas leves terá participação crescente na eletrificação do transporte no Brasil.

Cada vez mais empresas de logística e grandes varejistas adotam a Agenda ESG (Environmental, Social and Corporate Governance), apoiando o transporte sustentável.

Mas, segundo o presidente da ABVE, Adalberto Maluf, há outros motivos que aumentam a segurança dos potenciais compradores de veículos elétricos, apesar da alta carga de tributos e a falta de incentivos.

“Um desses motivos é o aumento expressivo da infraestrutura de recarga pública e semipública no Brasil; já há em torno de 1.500 eletropostos disponíveis hoje nas principais cidades e rodovias, devendo chegar a 3 mil até o final do ano e a 10 mil em três anos” – disse ele.

“Outro fator é o aumento da oferta de veículos elétricos de diferentes modelos e perfis de preço no mercado brasileiro – não só de BEVs, mas de eletrificados em geral. Até o final do ano, haverá cerca de 100 modelos à disposição do consumidor”.

“E há, por fim, um outro fator, que é o aumento da gasolina. Os brasileiros fazem contas e percebem que o custo do km rodado num carro elétrico pode ser até seis vezes inferior ao de um similar a gasolina” – completou Adalberto Maluf.

CRESCIMENTO

Evolução das vendas de BEVs leves, no Brasil (em total de unidades emplacadas):

2010: 10
2011: 8
2012: 22
2013: 39
2014: 61
2015: 61
2016: 132
2017: 137
2018: 176
2019: 538
2020: 801
2021: 2.851
Junho 2022: 1.089
1º semestre 2022: 3.395
Total da frota BEV (jan 2012/jun 2022): 8.231Evolução das vendas de BEVs no Brasil:

TECNOLOGIAS
Por tecnologia de motorização elétrica, o mercado brasileiro de veículos eletrificados leves ficou assim distribuído em junho de 2022:

  • HEV (Hybrid Electric Vehicle): 1.972 – 48% dos eletrificados vendidos no mês.
  • (HEV a etanol: 1.797 – 44%).
  • (HEV a gasolina/diesel: 175 – 4%).
  • PHEV (Plug-in Hybrid Electric Vehicle): 1.012 – 25%.
  • BEV (Battery Electric Vehicle): 1.089 – 27%.

Os números mostram que o crescimento dos BEVs tem sido consistente. Veja a evolução recente de emplacamentos de veículos leves 100% elétricos no Brasil:

  • Em 2020: 801 BEVs – 4% do total dos eletrificados vendidos no ano (19.745).
  • Em 2021: 2.851 – 8% do total do ano (34.990).
  • Em janeiro/2022: 367 – 14% do total do mês (2.558).
  • Em junho/2022: 1.089 – 27% do total do mês (4.073).
  • No 1ª semestre de 2022: 3.395 – 16,6% do total do semestre (20.427).

Ranking dos BEVs mais vendidos no Brasil no primeiro semestre de 2022:

Evolução do mercado brasileiro de eletrificados (total e BEVs):

HÍBRIDOS A ETANOL
Outro destaque do semestre é a consolidação dos veículos com motor flex a etanol no segmento de veículos elétricos híbridos HEV.

Os Corolla Altis e os Corolla Cross HEV a etanol da Toyota – hoje, os únicos veículos leves com tração elétrica fabricados no Brasil – seguem na liderança isolada do mercado nacional de eletrificados, com 48% das vendas em junho (1.797).

Os demais HEV comercializados em junho de 2022 (híbridos a gasolina ou diesel) somaram apenas 175 unidades (4% dos eletrificados do período). 

FONTES: ABVE/ Renavam/Anfavea/Abeifa.
Veículos eletrificados = Veículos Elétricos Híbridos (HEV) + Veículos Elétricos Híbridos Plug-in (PHEV) +     Veículos Elétricos 100% a Bateria (BEV).
Automóveis + Comerciais Leves + Utilitários/SUVs (não inclui ônibus, caminhões e elétricos levíssimos).



Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Compart.
Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin