Nos últimos doze meses, Índice mantem-se positivo em 10.8%

O índice ABCR referente a abril de 2022 apresentou queda de 0,2% no comparativo com março, considerando os dados dessazonalizados. O índice que mede o fluxo pedagiado de veículos nas estradas é construído pela Melhores Rodovias do Brasil – ABCR juntamente com a Tendências Consultoria Integrada. Mantida a comparação mensal dessazonalizada, o índice de fluxo pedagiado de veículos leves apresentou redução de 0,9%, e recuo de 0,1% nos pesados.

Nos últimos doze meses, o índice total acumula avanço de 10,8%, fruto do aumento de 13,2% dos veículos leves e 4,2% de pesados.

“Os resultados de abril representam certa acomodação após os resultados positivos dos últimos dois meses, considerando a série dessazonalizada”, comenta o analista de Macroeconomia e Política da Tendências Consultoria, Thiago Xavier. “Na comparação anual, os resultados são beneficiados pela base de comparação deprimida do último ano, principalmente para o segmento de leves, período em que vigoravam restrições de mobilidades para conter o avanço da Covid-19”, conclui.

Índice ABCR Brasil

PeríodoLEVESPESADOSTOTAL
Abril/22 sobre Abril/2130.4%2.7%22.2%
Abril/22 sobre Março/22 c/ ajuste sazonal-0.9%-0.1%-0.2%
Últimos doze meses13.2%4.2%10.8%
Acumulado no ano (Jan-Abr/22 sobre Jan-Abr/21)14.5%1.7%11.0%
Fonte: ABCR e Tendências

No Rio de Janeiro, Índice ABCR recuou 2,1% em abril

No Rio de Janeiro, o fluxo total apresentou alta de 2,1% comparado a março, em termos dessazonalizados. O resultado decorreu da queda 2,6% do fluxo de veículos leves, enquanto pesados apresentou aumento de 0,3%.

Na comparação com abril de 2021, o índice total registrou alta de 20,6%. O fluxo de leves aumentou 21,5% e o fluxo de pesados 16,0%, mantida a métrica de comparação interanual.

Nos últimos doze meses, o índice total acumula crescimento de 11,3%, fruto da alta de 12,2% dos veículos leves e de 7,1% dos veículos pesados.

Quadro: Taxas de variação do fluxo pedagiado no Rio de Janeiro

PeríodoLEVESPESADOSTOTAL
Abril/22 sobre Abril/2121.5%16.0%20.6%
Abril/22 sobre Março/22 c/ ajuste sazonal-2.6%0.3%-2.1%
Últimos doze meses12.2%7.1%11.3%
Acumulado no ano (Jan-Abr/22 sobre Jan-Abr/21)9.4%6.9%9.0%
Fonte: ABCR e Tendências

Em São Paulo, Índice ABCR cai 0,4% em abril

Em São Paulo, o fluxo pedagiado total de veículos teve queda de 0,4% frente a março, em termos dessazonalizados. O segmento de pesados apresentou redução de 0,9%, enquanto leves demonstrou estabilidade.

Em relação ao mesmo período de 2021, o índice total aumentou 24,9%. O fluxo pedagiado de veículos leves cresceu 33,6%, enquanto o fluxo de pesados apenas 1,7%.

Nos últimos doze meses, o índice total acumula alta de 11,5%, fruto do aumento de 14,2% de leves e 3,4% de pesados

Quadro: Taxas de variação do fluxo pedagiado em São Paulo

PeríodoLEVESPESADOSTOTAL
Abril/22 sobre Abril/2133.6%1.7%24.9%
Abril/22 sobre Março/22 c/ ajuste sazonal0.0%-0.9%-0.4%
Últimos doze meses14.2%3.4%11.5%
Acumulado no ano (Jan-Abr/22 sobre Jan-Abr/21)16.1%0.9%12.3%
Fonte: ABCR e Tendências

Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Compart.
Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin