• Na importação, com 2.555 unidades, registro de queda de 3,7% ante junho último. Mas faltaram produtos;
     
  • Em compensação, a produção nacional registrou alta de 12,4%%, com 4.843 unidades licenciadas contra 4.307 unidades em junho;
     
  • Na média, o aumento médio mensal das associadas foi de 6,3%; no acumulado, importados e nacionais da Abeifa anotam crescimento de 45,2%

As treze marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 7.398 unidades, das quais 2.555 importadas e 4.843 veículos de produção nacional, anotaram em julho último alta em suas vendas de 6,3% ante junho de 2021, quando foram comercializadas 6.960 unidades. Comparado a julho de 2020, o aumento é de 33,2%: 7.398 unidades conta 5.556 veículos.

Na importação, as 2.555 unidades vendidas significaram redução de 3,7% ante as 2.653 unidades de junho de 2021 e de 9,8%% ante julho de 2020; enquanto na produção nacional – com 4.843 unidades – a alta de vendas foi de 12,4% ante as 4.307 unidades do mês anterior e de 77,8%% em relação a julho de 2020.

Com essas parciais mensais, os dados do acumulado dos primeiros sete meses do ano, as unidades importadas significaram aumento de 9,9%: de janeiro a julho de 2021, foram registradas 15.736 unidades, contra 14.315 emplacamentos de importados em igual período de 2020. Já a produção nacional das associadas à Abeifa acumula, no mesmo período, 26.151 unidades licenciadas contra 14.536 unidades dos primeiros sete meses de 2020,  alta de 79,9%.

Somadas as unidades importadas e as nacionais, com total de 41.887 veículos nos primeiros sete meses de 2021, as associadas à Abeifa registram percentual positivo de 45,2%. Em 2020, em igual período comparativo, o total de licenciamentos foi de 28.851 unidades.

“As empresas filiadas, também fabricantes locais, obtiveram resultados muito expressivos em julho. Para as importadoras, porém, as vendas foram inibidas por falta de vários modelos. O desabastecimento instável de peças e de componentes ainda tem impactado a produção de nossas matrizes. Mas entendemos que o setor consegue se recuperar nos próximos meses porque há uma demanda reprimida”,  esclarece João Henrique Oliveira, presidente da Abeifa.

Participações – Em julho último, com 7.398 unidades licenciadas (importados + produção nacional), a participação das associadas à Abeifa subiu para 4,5% do mercado total de autos e comerciais leves (162.404 unidades). Se consideradas somente as unidades importadas, as associadas à entidade responderam por 1,57% do mercado interno brasileiro, enquanto as unidades nacionais, com 4.843 veículos, significaram marketshare de 2,98%.

No acumulado dos primeiros sete meses primeiro, com 41.887 unidades, as associadas à Abeifa representam 3,58% do mercado interno brasileiro, de 1.169.177 veículos emplacados.

Downloads, acesse:
Emplacamento por marcas – Julho 2021 (PDF) – DownloadEmplacamento por modelos – Importados Julho 2021 (PDF) – Download
Emplacamento por modelos – Nacionais Julho 2021 (PDF) – Download


Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Compart.
Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin